Registar
Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Rui Curado é um português de Caminha que torce à distância pela Juventus, que apoia desde criança, quando começou a ver jogar Del Piero.

Cristiano Ronaldo há muito que atingiu o estatuto de “super estrela” e isso faz com arraste consigo os seus próprios adeptos, que “assinam” pelos mesmos clubes que o craque português. Foi assim à medida que se ia afirmando no Manchester United, continuou a ser assim no Real Madrid e certamente será assim na Juventus. Mas essa está muito longe de ser a situação de Rui Curado, o adepto mais “Bianconero” de Portugal, que já sentia a Juventus muito antes de Ronaldo chegar e vai continuar a senti-la muito depois do português deixar Turim.

Porém, esta não é a altura e falar de despedidas, muito pelo contrário. É altura da Juve, da Série A e dos “tiffosi bianconeros” receberem Cristiano Ronaldo, o melhor jogador do mundo. Ronaldo só se apresenta às ordens de Allegri no próximo dia 30 de Julho, mas mesmo antes de entrar em campo já “ajudou” a Juventus a vender quase 600 mil camisolas com o seu nome e já “plantou” sonhos em todos os corações “brancos e pretos” por esse mundo fora.

Um deles é o de Rui Curado, português de Caminha que torce à distância pela sua “Vecchia Signora”, que apoia desde criança, quando começou a ver jogar Del Piero. “Desde miúdo que sou fã do Del Piero… cresci a vê-lo jogar, marcou a minha infância e daí em diante fui seguindo a Juventus e os seus craques, tais como Conte, Ravanelli, Vialli, Zidane, Zlatan, Thuram, Montero, Pessotto, Birindelli, Ferrara, R. Baggio, Nedved, Tudor, Iuliano, e muitos outros”, diz.

“Ser adepto à distância é difícil. Não poder estar no estádio é duro”, garante, mas isso não o impede de vibrar com os jogos da Juventus. Mas nada pode substituir o calor e o barulho do estádio e felizmente Rui Curado já pôde ver a “sua” Juve em Turim por duas ocasiões. Quando lhe perguntámos se ainda se lembrava do resultado e dos marcadores não hesitou: “Em 2014 fui ver a Juventus 1-0 Fiorentina, golo do Asamoah. Em 2015 fui ver a Juventus 2-0 Chievo, marcaram Pogba e Lichtsteiner”. “Foram dois momentos incríveis, poder sentir o estádio, o hino, os cânticos, conviver com os adeptos, todo aquele ambiente antes do jogo…”.

Agora, com a chegada de Ronaldo a Turim, é hora de regressar a “casa” para mais um jogo no Allianz Stadium. E convém não esquecer o João Cancelo… Mas que ninguém tenha dúvidas, é CR7 que mais faz sonhar Rui: “Sinceramente demorou a acreditar, era algo demasiado grande. Fiquei muito contente pela escolha de Ronaldo. Ter o melhor do mundo é incrível”, atirou, antes de admitir que olha para CR7 e vê um jogador “à Juve”: “O perfil de Ronaldo encaixa na perfeição num clube com a mentalidade da Juventus. A mística inigualável, a vontade de vencer, o acreditar até ao fim… Ronaldo vai vingar na perfeição e com o carinho destes adeptos vai ser ainda melhor”.

A pergunta que todos fazem nesta altura é se Ronaldo conseguirá ajudar a Juve a ganhar a sua terceira Liga dos Campeões. Rui Curado não tem dúvidas em afirmar que serão candidatos e lembra “as duas finais nos anos recentes”. “A Juventus é sempre candidata, joga sempre para vencer. A Juventus ensinou me que até no último segundo se vence, que vai haver sempre alguém que vai aparecer e decidir”. A partir de agora esse alguém pode ser Ronaldo, afinal é o melhor marcador de sempre da história da Liga dos Campeões, com 120 golos marcados.

Não há dúvidas de que a história da próxima época já está a ser pintada de preto e branco, mas há um nome incontornável no meio de toda esta equação: Gianluigi Buffon. O guardião de 40 anos tinha o mesmo sonho de Rui Curado e de tantos outros “biancorenos”, ganhar a Liga dos Campeões. Mas este Verão deixou a Juventus para rumar ao PSG e uma enorme questão no ar: “Será que a chegada de Ronaldo faria Buffon mudar de ideias?”, Rui acredita que não e que “Buffon já tinha conversado com o presidente sobre o seu futuro”.

Buffon pode já não estar em Turim mas tal como Rui Curado, o seu coração será sempre “Juventino”. Resta-vos sofrer à distância e esperar que Ronaldo faça aquilo que mais gosta de fazer: ganhar! Quem sabe os “deuses do futebol” não vos brindam – a vós e a nós, que gostamos de futebol! – com um duelo entre Juventus e PSG na Liga dos Campeões. Seria bonito voltar a ver Ronaldo e Buffon abraçados no relvado do Estádio da Juventus, se possível com o Rui de pé a aplaudir na bancada…

Relacionado

Liked it? Take a second to support Miguel Dias on Patreon!

Leave a Reply

Your email address will not be published.