Registar
Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Conheça os equipamentos da Adidas para o Mundial 2018 já apresentados 

O Mundial de 2018, que se vai realizar na Rússia, aproxima-se a passos largos e isso quer dizer que é hora das selecções nacionais dos países apurados começarem a mostrar os equipamentos com que vão jogar esta competição.

A Adidas antecipou-se à maioria da concorrência e já mostrou o “manto sagrado” da Alemanha, Espanha, Suécia, Colômbia, Japão, México, Rússia, Bélgica e Argentina. Abaixo reunimos algumas das imagens de apresentação, que entre outros contaram com estrelas como Lionel Messi, Álvaro Morata, James Rodriguez, Toni Kroos ou Ángel Di Maria.

Alemanha

Thomas Muller e Toni Kroos foram as caras escolhidas pela Adidas para a apresentação do novo equipamento principal da selecção alemã. O design da camisola principal é marcado por linhas clássicas, que nos remetem para antigos equipamentos da Alemanha. Destaque para o número dianteiro posicionado ligeiramente à direita (por culpa do grafismo) e para o símbolo de campeão do mundo em título ao centro.

Argentina

Lionel Messi, como rosto maior da Adidas Football, foi naturalmente um dos nomes escolhidos pela marca alemã para “desfilar” com a nova camisola principal da selecção argentina. Ao seu lado esteve Ángel Di Maria, antigo jogador do Benfica, que actualmente representa o Paris Saint-Germain.

A fórmula usada pela Adidas no “manto” da selecção azul celeste foi a mesma usada na camisola dos campeões do mundo. O mesmo é dizer que o desenho é bastante simples e tradicional, com as tradicionais riscas azuis claras a sobreporem-se a um desenho branco. As famosas três listas da Adidas surgem em preto, tal como o logo da marca.

Bélgica

 

Defour (ex FC Porto) e Batshuai (Manchester United) foram os nomes escolhidos pela Adidas para a apresentação da nova camisola principal da selecção da Bélgica. O desenho da camisola dos Diabos Vermelhos, como são conhecidos, é arrojado e está longe de ser convencional, mas nós ficámos satisfeitos. Será que os adeptos belgas também ficaram? 

Colômbia

A imagem não deixa dúvidas. James Rodriguez, que já vestiu a camisola do FC Porto, está pronto para liderar a armada colombiana no Mundial de 2018 na Rússia. Ao seu lado terá, entre outros, Cuadrado, extremo que representa os italianos da Juventus.

Este desenho foi muito bem recebido pelos adeptos “cafeteros”. E não é difícil perceber porquê. O amarelo, o azul e o vermelho da bandeira da Colômbia estão presentes, contrastando com o preto das famosas três listas da Adidas e com o logo da marca alemã.

Espanha

O único jogador a dar a cara pela selecção espanhola foi o avançado Álvaro Morata e não é difícil perceber o motivo. O jovem espanhol, que esta época trocou o Real Madrid pelos ingleses do Chelsea, é uma das grandes apostas da Adidas para o futuro. Como tal, foi a cara escolhida para “desfilar” com a nova camisola principal da “La Roja”, que vai á Rússia com ambições de recuperar o título de campeã do mundo.

Japão

Kagawa, médio do Borussia Dortmund, foi um dos nomes escolhidos para apresentar o novo equipamento principal do Japão.  maior destaque vai para as linhas “picotadas” verticais, que foram inspiradas nos Samurai. Resta saber se esta “armadura” vai ser suficiente para os japoneses deixarem a sua marca no mundial da Rússia. Para já não temos dúvidas em afirmar que este é um dos equipamentos mais fantásticos do ano.

México

Guardado foi o nome escolhido para desfilar com a nova camisola principal do México. O desenho escolhido pela Adidas para “decorar” a camisola principal dos mexicanos não foi recebido de forma unânime no referido país, com alguns adeptos a mostrarem-se muito pouco convencidos com o “layout” escolhido. E você, gostou?

Rússia

Como país anfitrião, a Rússia tem como missão deixar boa impressão na competição que se aproxima. Como tal, a Adidas deu uma ajuda e resolveu premiar a selecção russa com uma camisola principal inspirada no equipamento usado pela selecção da União Soviética em 1988. E na nossa opinião o resultado não podia ter sido melhor. Um desenho simples mas elegante, como se pede.

Suécia

A Suécia foi a responsável pelo facto da Itália não marcar presença no próximo mundial. E isto é (ou devia ser!) um cartão de visita mais do que suficiente para esta selecção sueca. A nova camisola dos suecos foi apresentada precisamente na eliminatória diante da Itália e recupera um desenho clássico inspirado nas selecções da Suécia do final dos anos 80 e inicio dos anos 90. 

Relacionado

Leave a Reply

Your email address will not be published.