Registar
Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

A Under Armour e o Fluminense acabam de tornar oficial a assinatura de um contrato válido para as próximas três temporadas.

O anúncio foi feito pelo novo presidente do emblema do Rio de Janeiro, Pedro Abad, que acaba assim com uma novela que já se arrastava há vários meses e que tinha a marca Dryworld (imagem abaixo) no centro de toda a polémica. Além de problemas no fornecimento de material desportivo quer para a equipa quer para abastecer as lojas, a empresa com sede no Canadá não pagou o valor que tinha acordado com o “Flu”.

Pelo que arranjar um novo fornecedor de material desportivo era uma das prioridades de Pedro Abad, que garante que este acordo com a Under Armour é “uma parceria muito vencedora”, ainda que “tenham sido conversas muito longas para selar o acordo entre essas duas marcas gigantes”.

O equipamento principal e alternativo serão apresentados a 21 de Julho, dia em que o Fluminense celebra o seu 115º aniversário, e o presidente do emblema tricolor já garantiu que além do departamento de futebol profissional, a Under Armour também vai vestir os escalões da formação, a equipa de futsal e as equipas das modalidades olímpicas.

FLUMINENSE COM EXCLUSIVIDADE NO RIO DE JANEIRO

No Brasil, a Under Armour já veste o São Paulo desde o início de 2015, mas este novo contrato com o Fluminense prevê que a marca norte-americana não possa ter ligações com mais nenhuma equipa do Rio de Janeiro.

Na Europa, a marca fundada em 1996 veste o Tottenham, Aston Villa e Southampton, todos de Inglaterra, e o AZ Alkmaar, da Holanda. E os rumores mais recentes indicam que já foram iniciadas conversas com o Real Madrid, que está descontente com o facto do seu contrato com a Adidas valer bastante menos do que a ligação entre a Nike e o Barcelona e o vínculo da Adidas com o Manchester United.

Relacionado

Liked it? Take a second to support Miguel Dias on Patreon!

Leave a Reply

Your email address will not be published.