Registar
Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

O actual mau momento do Sporting é “terreno” fértil para se criarem as famosas “teorias de bancada”, ainda para mais quando um dos motivos (apontado e reconhecido por todos os ‘entendidos’) para este péssimo rendimento se prende com o facto das contratações do último defeso não estarem a corresponder.

É fácil, alguns meses depois, apontar o dedo à chamada “estrutura” leonina, que falhou nas contratações que fez. Mas nós não vamos fazer isso. Simplesmente queremos destacar uma série de números no mínimo curiosos. É certo que o futebol está longe de ser um desporto tão “recto” e em que os “stats” são dados valiosos na hora de fazer contratações, como acontece no basquetebol e no beisebol, por exemplo.

Mas os sucessivos empréstimos de Iuri Medeiros são um caso em que a estatística fala mais alto, até porque o dianteiro português que os leões cederam ao Boavista, tem “números” ao nível de um dos “playmakers” do Sporting, Bryan Ruiz. Ora veja:

Iuri Medeiros vs Bryan Ruiz (nas últimas duas temporadas na Liga NOS)
Jogos: 41 vs 50
Golos: 9 vs 9
Assistências: 15 vs 15

Voltamos a referir que no futebol a estatística não tem a relevância que tem noutros desportos, mas a verdade é que tivemos aqui em conta dois dos detalhes mais importantes para se analisar num jogador, os golos que marca e os golos que ajuda a criar, leia-se, assistências. E a verdade é que depois disto só nos surge uma coisa em mente: porque motivo Iuri Medeiros não faz parte do plantel do Sporting?

Relacionado

Leave a Reply

Your email address will not be published.