Registar
Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Steven Gerrard resolveu colocar um ponto final à carreira de futebolista profissional. Com 36 anos, o eterno capitão do Liverpool decidiu por termo à sua ligação com o LA Galaxy depois de uma curta estadia na MLS, o principal campeonato norte-americano.

“Posso confirmar que me vou reformar do futebol profissional. Tive uma carreira incrível e sou grato por cada momento”, começou por dizer o inglês. “Stevie G”, como é conhecido, somou 17 anos de grande nível ao serviço do emblema de Anfield Road, antes de rumar aos Estados Unidos.

sg
« 1 de 13 »

Para trás ficam nove troféus conquistados ao serviço dos Reds, onde se inclui a Liga dos Campeões ganha em 2005, diante do Milan, naquela que é por todos considerada uma das finais mais fantásticas de sempre. Gerrard ficará para sempre com um “amargo de boca” por nunca ter vencido o troféu da Premier League, mas isso não apaga o que o médio viveu na “cidade dos Beetles”.

“Sou um sortudo por ter tido grandes momentos na minha carreira e estou orgulhoso por ter jogado mais de 700 vezes pelo Liverpool”, atirou. E analisada a carreira de Gerrard em números, o inglês têm muitos motivos para se sentir orgulhoso com o que conseguiu, ora veja: 710 jogos ao serviço do Liverpool e 186 golos. 114 internacionalizações por Inglaterra, sendo que “vestiu” a braçadeira de capitão por 38 ocasiões e apontou 21 golos. Já no LA Galaxy Gerrard participou em 32 encontros e registou 5 remates certeiros.

Gerrard Leaves football

“Obrigado aos incríveis adeptos do Liverpool, Inglaterra e LA Galaxy, pelo grande apoio. A vossa lealdade significou muito. Quando fiz a minha estreia contra o Blackburn, nunca poderia ter imaginado o que veio a seguir”, acrescentou.

“Já não consigo fazer o que costumava e isso torna-se frustrante”

Gerrard explicou ainda os motivos que o levaram a tomar esta decisão, admitindo que já não conseguia exibir o nível a que sempre nos habituou. “As coisas ficaram estranhas nos últimos tempos. As dores começaram a ficar mais constantes e senti que fiquei mais lento. Já não consigo fazer o que costumava e isso torna-se frustrante”, disse. “Nos últimos três ou quatro meses, no LA Galaxy, comecei a lesionar-me muito. Os jogos começaram a tornar-se mais complicados e a altitude e o calor começaram a atrapalhar. Tive alturas, nos últimos meses, em que pensei: ‘hoje não estive bem, aquele jogador foi melhor do que eu’, e eu não gosto de pensar assim”, concluiu.

Gerrard Leaves football

Agora segue-se uma aventura no mundo da televisão, já que Gerrard vai ser comentador da “BT Sport” até ao final da presente temporada. Mas não está descartada a hipótese de uma Aventura enquanto treinador. Têm sido muitos os rumores que dão conta do ingresso de Gerrard no “staff” técnico do Liverpool e o alemão Jurgen Klopp já se mostrou interessado na ideia.

Mas para já, uma coisa é certa. O futebol fica a perder com o “fim” de Gerrard. Há poucos exemplos com um comportamento (dentro e fora dos relvados) tão exemplar quanto ele. Por isso, obrigado!

Relacionado

Leave a Reply

Your email address will not be published.